O Abandono Afetivo

Você sabe o que é Abandono Afetivo?

Bem, o abandono afetivo é a omissão de cuidado, de criação, educação, de assistência física, psíquica, moral e social que os pais e responsáveis devem aos filhos, principalmente quando estes são crianças e adolescentes.

E você saberia dizer quando ele acontece? O abandono afetivo ocorre quando há um comportamento omisso, contraditório ou de ausência de quem deveria exercer a função afetiva na vida da criança ou do adolescente.

Essa assistência vai muito além do auxílio financeiro, trata-se de auxílio físico, social, psicológico e educacional. Quando existe ausência desses cuidados e comportamentos, estamos diante de um abandono afetivo.

A Constituição Federal prevê em seu art. 227 que é dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização,...

Ler mais

Como desenvolver a autonomia infantil em 5 passos

Olá, mamãe de condão. Tudo bem com você?

Hoje vamos falar um pouquinho sobre a autonomia infantil e como desenvolvê-la. Parece um assunto fácil, porém, na prática, pode ser um tanto trabalhoso e desgastante.

Atualmente, em tempos de pandemia, os pais vivem uma luta diária para dar conta de tantas tarefas e a sobrecarga emocional é muito grande, não é mesmo?

Portanto, não se preocupe se o estresse tem tomado conta do seu lar, isso é bastante compreensível.

E como fazer com que as crianças cooperem nas tarefas sem causar conflitos familiares? Será que é possível? Bem, a resposta é sim. E vamos lhe dar algumas dicas a seguir, para facilitar a sua vida.

Para desenvolver a autonomia infantil e tornar as tarefas domésticas menos desgastantes, siga os 5 passos abaixo:

  • verifique a idade de suas crianças e distribua as tarefas de modo coerente com a idade de cada uma;
  • estimule a criança a executar a tarefa sozinha, ainda que o resultado não seja ...
Ler mais

Faça do seu jeito

Olá, mamãe de condão. Tudo bem com você?

Hoje nós vamos falar um pouquinho sobre como você deve educar sua criança e, para isso, não há fórmula pronta porque cada família tem o seu jeito de ser.

E na sua família, não é diferente, certo?

Nessa semana, estive conversando com uma amiga que estava sofrendo porque seu filho de 10 meses acordava muitas vezes à noite. Segundo ela, o conselho que recebeu é que ela devia ficar com ele no quarto, tentando fazê-lo permanecer no berço até dormir. Entretanto, essa dica amiga não funcionou, pois o bebê apenas chorava e ela não conseguiu dormir a noite toda.

Bem, obviamente tal tática não iria funcionar com ela, pois não funciona com a grande maioria das mães.

Assim, meu conselho para minha amiga, foi: faça do seu jeito. Sim! Porque não adianta tentarmos viver a vida de outra pessoa, fazendo ou agindo como ela. Cada criança reage de uma maneira e tudo dependerá das circunstâncias familiares de ...

Ler mais

O valor da verdade

Olá, tudo bem com você? Hoje estamos aqui para falar sobre um assunto muito importante. Sim, porque verdade é um valor que devemos preservar e transmitir a nossos filhos.

Parece simples e óbvio, porém, não é tão simples assim.

Para que possamos ensinar a verdade, devemos exemplifica-la primeiro. E será que isso é tão fácil assim?

Pois é... infelizmente não é tão fácil... Mas, também não é impossível e vamos te mostrar que por meio da mudança de hábitos, você pode resolver esse problema.

A seguir, listamos algumas dicas preciosas para você. Fique atento!

  • evite mentir e se não puder fazer isso o tempo todo, evite pelo menos mentir na presença de seus filhos;
  • não fale sobre pessoas. Isso poderá lhe deixar numa situação embaraçosa, caso seus filhos estejam presentes;
  • habitue-se a dizer a verdade sempre que possível e quando não for possível, prefira não dizer nada;
  • quando sua criança mentir, converse com ela a respeito e diga-lhe q...
Ler mais

Como lidar com a agressividade infantil

Olá, tudo bem com você?

Hoje vamos falar sobre a agressividade na infância e descobrir algumas práticas eficazes para lidar com esse problema.

A agressividade na infância começa a ser percebida pela família por volta dos 2 anos de idade. Nessa fase, a criança já começa a se perceber como individualidade e inicia a exploração do ambiente, do eu e do outro.

A criança, muitas vezes, não consegue lidar com a frustração nessa idade e, por essa razão, demonstra sua raiva por não saber expressar seus sentimentos por meio de palavras.

Mas, apesar do processo ser comum, você deve pesquisar a causa da agressividade. Existem duas possibilidades a serem investigadas: a primeira se refere ao ambiente doméstico.

Como é o comportamento da família? Há a presença de comportamentos agressivos que podem estimular a criança a essa agressividade precoce?

Se sim, cabe à família rever essa postura e propor alternativas mais saudáveis de convivência...

Ler mais

Criança pode ter privacidade?

Olá, tudo bem com você? Hoje vamos tratar de um assunto um pouco polêmico. Criança pode ter privacidade?

Primeiramente, devemos ter em mente que estamos tratando de infância e essa fase vai até, aproximadamente, os 12 anos de idade.

Se sua criança encontra-se nesta fase de vida, fique atento (a), pois, ela ainda não tem maturidade suficiente para discernir entre os perigos existentes, principalmente no uso da internet.

Nesse caso, a privacidade pode representar um grande perigo para o desenvolvimento emocional de sua criança.

Para que você consiga proteger seus filhos e manter um relacionamento de confiança mútua, separamos algumas dicas importantes para você colocar em prática:

1- converse com seus filhos sobre a importância da segurança no acesso à internet;

2- alerte quanto aos perigos de se falar com pessoas estranhas ou passar informações de caráter pessoal;

3- desenvolva uma parceria com sua criança para que a confiança seja rec...

Ler mais